A CIDADE DE PALMAS: A SUSTENTABILIDADE EM QUESTÃO
PDF

Palavras-chave

Ambiente urbano. Acesso à cidade. Políticas públicas. Cidade sustentável.

Como Citar

Rocha, S. M. da, & Oliveira, G. P. T. de C. (2016). A CIDADE DE PALMAS: A SUSTENTABILIDADE EM QUESTÃO. REVISTA ESMAT, 7(9), 143-162. https://doi.org/10.34060/reesmat.v7i9.43

Resumo

A maioria da população mundial vive em ambiente urbano, assim, o espaço citadino tem sido palco de convergências e divergências do viver em coletividade. O acesso à cidade tem evidenciado encalços e percalços àqueles que nela estão. Como forma de mitigar os impactos do quantitativo de indivíduos na urbe, políticas públicas têm surgido, com o fito de se organizar o que por vezes está desordenado, orientar o crescimento urbano, melhorar a qualidade de vida. Se a maioria das cidades é fruto de ocupação desordenada, no cerrado brasileiro a busca foi de outra perspectiva. Cidades foram planejadas: Goiânia-GO, Brasília-DF e Palmas-TO, cronologicamente, a partir de um anseio de ocupação do planalto brasileiro de forma que o espaço atendesse às necessidades de toda a coletividade, mobilidade, saúde, moradia, segurança, educação. Sob esse olhar da cidade como produto de equidade a todos que nela estão inseridos, e da proposta da “cidade sustentável”, o trabalho faz uma análise das políticas públicas brasileiras de gestão da cidade, com foco na cidade de Palmas-TO.  Para tal, traça-se sua criação, estruturação e estrutura atual, com consequente análise da sustentabilidade. Ao trazer à baila esses atributos, o artigo se propõe a uma visão crítico-reflexiva da gestão do ambiente urbano e sua organização, num contexto tecnicamente “controlado” pelo processo de ocupação ordenada a partir de um projeto. O objeto de estudo é a cidade de Palmas-TO, tendo como luz a relação da construção à complexa e debatida cidade sustentável. A metodologia utilizada neste trabalho centra-se no estudo bibliográfico de caráter descritivo-analítico. A pesquisa focaliza-se num prisma qualitativo, e não probabilístico.
https://doi.org/10.34060/reesmat.v7i9.43
PDF

Referências

BAZOLLI, João Aparecido. Os Efeitos dos vazios urbanos no custo de urbanização da Cidade de Palmas – TO. Universidade Federal do Tocantins: 2007. (Dissertação de Mestrado).

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em 12 abr. 2014.

______.Política Nacional de Desenvolvimento Urbano. Disponível em:< http://www.unc.br/mestrado/mestrado_materiais/1PoliticaNacionalDesenvolvimentoUrbano.pdf>. Acesso em 10 fev. 2014.

______.Governo Federal. Lei 10.257 de 10 de Julho de 2001. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10257.htm>. Acesso 5 mar. 2014.

______. Lei 11.124 de 16 de junho de 2005. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11124.htm>. Acesso em 6 mar. 2014.

______.Lei 11.445 de 5 de janeiro de 2007. Acesso em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11445.htm >. Acesso em 6 mar. 2014.

______.Lei 12.305 de 02 de agosto de 2010. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm >. Acesso em 1º abr. 2014.

______.Lei 12.587 de 3 de janeiro de 2012. Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12587.htm>. Acesso em15 abr. 2014

______. Lei 12.608 de 10 de abril de 2012.Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12608.htm#art24>. Acesso em 5 maio. 2014.

DUARTE, Eduardo. Desejo da cidade – múltiplos tempos, das múltiplas cidades, de uma mesma cidade. In: PRYSTHON, Ângela (org.). Imagens da Cidade: espaços urbanos na comunicação e cultura contemporânea. Editora Sulina, 2006.

GRANZIERA, Maria Luiza Machado. Meio ambiente urbano e sustentabilidade. In: MILARÉ, Édis; MACHADO, Paulo Afonso (Org.). Doutrinas essenciais de direito ambiental: meio ambiente urbano. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

JACOBI, Pedro, Meio ambiente urbano e sustentabilidade: alguns elementos para a

reflexão.In: CAVALCANTI, Clóvis. (org) Meio Ambiente, Desenvolvimento sustentável e políticas públicas. São Paulo: Cortez Editora, Recife: Fundação Joaquim Nabuco, 2002.

LEFEBVRE, Henri. O Direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

MORAES, Lúcia Maria. A segregação planejada:Goiânia, Brasília e Palmas. Goiânia. Editora UCG, 2006.

MUKAI, Toshio. Temas atuais de direito urbanístico e Ambiental. Belo Horizonte. Editora Forum, 2004.

PALMAS. Lei municipal 829, de 08 de julho de 1999. Institui o plano estratégico de desenvolvimento metropolitano de Palmas e adota outras providências. Disponível em: <http://201.90.134.51/portal/noticia/buscalei> Acesso em 16 mar. 2014.

SANTOS, Ângela Moulin S. Penalva. Planejamento urbano: para quê e para quem? In: Revista de Direito da Cidade. Programa de Pós Graduação em Direito. Faculdade de Direito, nº 01 (maio 2006) Rio de Janeiro, Harbra, 2006, v. 1.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.