ANÁLISE JURÍDICA DA LEI Nº 13.165, DE 2015, NO QUE TANGE AO FINANCIAMENTO DE CAMPANHAS E PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEITORAIS
PDF

Como Citar

Silva, A. F. P. R. da, & Bringel, L. L. C. C. (2019). ANÁLISE JURÍDICA DA LEI Nº 13.165, DE 2015, NO QUE TANGE AO FINANCIAMENTO DE CAMPANHAS E PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEITORAIS. REVISTA ESMAT, 10(16), 57-74. https://doi.org/10.34060/reesmat.v10i16.256

Resumo

Muitos são os escândalos envolvendo financiamento de campanhas nos noticiários recentemente, o que reflete em uma sociedade desmotivada com a política no Brasil. A Lei nº 9.504, de 1997, conhecida como Lei Geral das Eleições, surgiu para disciplinar juntamente com o Código Eleitoral, as normas aplicáveis às eleições. Desde 2006, ela vem sofrendo modificações com intuito de aperfeiçoar a legislação eleitoral. Após três reformas eleitorais, editou-se a Lei n° 13.165, de 2015, considerada a 4ª minirreforma eleitoral. Esta reforma foi importante porque modificou, além de normas da Lei das Eleições, aspectos do Código Eleitoral e da Lei dos Partidos Políticos. Sua finalidade é a de reduzir os custos das campanhas eleitorais, simplificar a administração dos partidos políticos e incentivar a participação feminina. A reforma de 2015 trouxe mudanças positivas para alguns pontos da legislação eleitoral, porém quanto ao financiamento das campanhas e prestação de contas não avançou muito. A identificação dos doadores, exigência de maior agilidade e transparência na prestação de contas e ainda apoio às candidaturas femininas foram conquistas importantes. Após as eleições de 2016, notou-se que nem todos os objetivos da norma foram alcançados, surgindo-se a necessidade uma reforma eleitoral, mais ampla e com participação da sociedade. O fortalecimento dos órgãos fiscalizadores, sanções mais severas e uma sociedade participativa do processo democrático são pontos fundamentais para garantir a lisura nas campanhas eleitorais e a garantia do exercício da soberania popular. Diante de tal problemática, este artigo tem o objetivo realizar a discussão da minirreforma eleitoral de 2015, em especial quanto ao financiamento das campanhas e prestação de contas. Para embasar as discussões, utilizou-se de levantamento bibliográfico em artigos, dissertações, legislação eleitoral e jurisprudência.
https://doi.org/10.34060/reesmat.v10i16.256
PDF

Referências

ASSIS, Carlos Augusto Dias de. Por que devemos apostar no financiamento público de campanhas eleitorais. Revista Eletrônica EJE. Brasília: TSE, ano V, n. 3, p. 24-27.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituiçao.htm>. Acesso em 3 de out. 2016.

BRASIL. Lei n. 13.165, de 29 de Setembro de 2015. Altera as Leis nos 9.504, de 30 de setembro de 1997, 9.096, de 19 de setembro de 1995, e 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código Eleitoral, para reduzir os custos das campanhas eleitorais, simplificar a administração dos Partidos Políticos e incentivar a participação feminina. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/ lei/l13165.htm> Acesso em 10 de out. 2016.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Ação Direta de Inconstitucionalidade n. 4.650. Relator: Ministro Luiz Fux. Brasília, 17 de setembro de 2015. Disponível em: <http://www.stf.jus.br>. Acesso em 17 de out. 2016.

BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. Resolução n. 23.463, de 15 de dezembro de 2015. Disponível em: <http://www.tse.jus.br/legislacao-tse/res/2015/RES234632015.html>. Acesso em 30 de out. 2016.

BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. Resolução n. 23.406, 24 de fevereiro de 2014. Disponível em: <http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-anteriores/eleicoes-2014/normas-e-documentacoes/resolucao-no-23.406> . Acesso em 30 de out. 2016.

BRASIL.Lei Federal n. 11.300, de 10 de maio de 2006. Vade Mecum. 21. Ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

BRASIL. Lei Federal n. 12.034, de 29 de setembro de 2009. Vade Mecum. 21. Ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

BRASIL. Lei Federal n. 9.504, de 30 de setembro de 1997. Vade Mecum. 21. Ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

BRASIL. Lei Federal n. 12.891, de 11 de dezembro de 2013. Vade Mecum. 21. Ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

BRASIL. Lei Federal n. 9.096, de 19 de setembro de 1995. Vade Mecum. 21. Ed. São Paulo: Saraiva, 2016.

FREITAS, Ariany Quaresma Martins. A Influência do Poder Econômico no Financiamento das Campanhas Eleitorais: Uma Análise Comparada do Brasil, Chile e Argentina. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Direito). Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico, Caruaru, PE, 2016.

GOMES, José Jairo. Campanha, financiamento e prestação de contas eleitorais. In: ______. Direito eleitoral. 8. ed. rev. atual. e ampl. São Paulo: Atlas, 2012. cap. 14, p. 289-320.

JORA, É. C.; FRANCESCHI,L. L. O Financiamento de Pessoas Jurídicas em Campanhas Políticas Como Circunstância Geradora de Corrupção Eleitoral. XI Seminário Nacional Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea, Santa Cruz do Sul, 2016.

LIMA, Sídia Maria Porto. Prestação de contas e financiamento de campanhas eleitorais. 2. ed. rev. e atual. Curitiba: Juruá, 2009. 239 p.

MOREIRA, Aline Boschi. Financiamento de Campanhas Eleitorais no Brasil: um olhar a partir da igualdade de oportunidades. Dissertação (Mestrado em Direito). Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Florianópolis, SC, 2016.

NETO, Jaime Barreiros. Coleção sinopses para concursos: Direito Eleitoral. 5. Ed. Salvador, Juspodivm, 2015.

OLIVEIRA, Márcio. Minirreforma eleitoral: as mudanças na Lei das Eleições. Instituto Novo Eleitoral. Disponível em: <http://www.novoeleitoral.com/index.php/en/noticias/congresso/769-reforma-final>. Acesso em 3 de out. 2016.

RAMOS, Wolney. Novas regras para as eleições de 2006. Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 11, n. 1093, 29 jun. 2006.

REIS, Daniel Gustavo Falcão Pimentel dos. Financiamento da política no Brasil. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2010..

SANTOS, Rodrigo Dolandeli dos. Partidos na arena eleitoral: o financiamento das listas de candidatos a deputado federal no Rio de Janeiro em 2010. Paraná Eleitoral, v. 3, n.1, 2014.

SANTOS, Danilo Morais dos. Análise Político-Jurídica da Legitimidade Constitucional do Financiamento Privado de Campanhas. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Direito),Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2015.

SCHLICKMANN, Denise Goulart. Financiamento de campanhas eleitorais. 3. ed. Curitiba: Juruá, 2007.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.