JUIZ POETA: PODE (DEVE) UM MAGISTRADO DECIDIR EM VERSO?
PDF

Como Citar

Saraiva, R. (2018). JUIZ POETA: PODE (DEVE) UM MAGISTRADO DECIDIR EM VERSO?. REVISTA ESMAT, 9(14), 199-234. https://doi.org/10.34060/reesmat.v9i14.216

Resumo

Em junho de 2015, um juiz tocantinense sentencia em forma de poema. Naturalmente, a forma da decisão suscita pasmo e a inevitável pergunta: Pode um magistrado decidir em verso? Aqui, procura-se responder a esta questão, considerando os ensinamentos do movimento de Law and Literature, eventuais precedentes e enquadramento jurídico brasileiro e indagando sobre possíveis motivações poéticas.
https://doi.org/10.34060/reesmat.v9i14.216
PDF
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.