Como medida preventiva e em respeito às normativas sanitárias referentes ao enfrentamento da pandemia global do Coronavírus, o curso Comunicação Não Violenta, promovido pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT) teve seu cronograma de atividades, previsto para o início de junho, adiado para o dia 15 a 18 de setembro de 2020.

Com carga horária de 20 horas-aula, por turma, serão ministradas 12 horas teóricas e 8 horas práticas. O curso vai abordar temas como Empatia e Inteligência Emocional, Estudos de Caso, Teatro Didático, Pesquisa sobre Comunicação (Comunicação Não Verbal (CNV); A arquitetura da Mensagem; A Essência da Comunicação Não Verbal (CNV)), Escuta Empática, Autenticidade, entre outros.

As aulas serão ministradas pelo professor Sven Fröhlich-Archangelo e pela codocente Julianne Freire Marques. A proposta do curso é abordar assuntos como comunicação/relacionamento/mediação e resolução de conflitos/inteligência emocional: A Comunicação Não Violenta é um caminho para se expressar de forma verdadeira e assertiva e que aumenta a disposição de cooperar e apoiar um ao outro.

Sobre os professores:

SvenFröhlich – Facilitador internacional de Comunicação Não Violenta e Comunicação intercultural; mediador de conflitos. Há 20 anos atua como treinador e consultor autônomo em empresas e instituições. Gerente do Centro de Estudos Didáticos, em Göttingen – Alemanha – por 3 anos. Palestrante em seminários na Universidade de Humboldt, em Berlim, na Universidade Técnica de Dresden e na Universidade Ludwig-Maximilian, em Munique.

Julianne Freire Marques – Mestre em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos, pela Universidade Federal do Tocantins e pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense, 2015. Graduada em Direito, pela Universidade do Tocantins, 1998. Magistrada no Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins; titular do Juizado Especial da Infância e Juventude da Comarca de Araguaína/TO. Facilitadora de Círculos Restaurativos. Secretária Geral da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).