O desembargador Marco Villas Boas, diretor geral da Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT), empossou na manhã desta sexta-feira (17/2), o juiz Wellington Magalhães, titular da comarca de Cristalândia, como 3º diretor adjunto – Conselho de Altos Estudos e Pesquisa Científica da Escola. O magistrado foi eleito para o cargo, por unanimidade, em sessão administrativa do Pleno do Tribunal de Justiça, realizada em 1º de dezembro de 2016.

O novo diretor afirma que pretende realizar na Esmat um trabalho em equipe, “com respeito e compromisso pela excelência na formação de magistrados e servidores do Poder Judiciário do Estado do Tocantins.”

Participaram da reunião que empossou o magistrado, o Juiz José Ribamar Mendes Júnior, 2º diretor adjunto; a diretora executiva, Ana Beatriz Pretto, e o juiz Antônio Dantas que veio visitar o diretor geral da Escola.

Judiciário e Globalização

Wellington Magalhães é autor do livro Judiciário e Globalização, lançado em março do ano passado. Estruturado em cinco capítulos, o livro é fruto da investigação desenvolvida pelo magistrado no âmbito do curso de Mestrado Científico em Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em Portugal.

Voltada para a área do Direito, mas com uma linguagem de fácil assimilação para os demais públicos interessados, a obra levanta questões a respeito dos desafios do Poder Judiciário no atual momento, e também sobre o trabalho dos magistrados como agentes inseridos na era da globalização.