A TÍMIDA APLICAÇÃO DO ESTATUTO DA CIDADE COMO FERRAMENTA PARA A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA
PDF

Palavras-chave

Estatuto da cidade
Mercado imobiliário
Planodiretor
Regularização fundiária

Como Citar

Bazolli, J. A. (2016). A TÍMIDA APLICAÇÃO DO ESTATUTO DA CIDADE COMO FERRAMENTA PARA A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA. REVISTA ESMAT, 4(4), 157-178. https://doi.org/10.34060/reesmat.v4i4.88

Resumo

Este trabalho analisou a situação contemporânea da regularização fundiária urbana a partir do Estatuto da Cidade e da legislação urbanística brasileira. Justifica-se esse estudo pelo fato de o Estatuto da Cidade ter completado 10 anos de vigência em julho de 2011 ainda com aplicabilidade tímida, principalmente, no campo do uso de seus instrumentos para a regularização fundiária urbana. Objetivou-se com esse estudo propor um debate sobre o Estatuto da Cidade e a legislação urbana brasileira sob o enfoque dos principais problemas e obstáculos para a regularização fundiária urbana. A metodologia do estudo consistiu na revisão de literatura, análise bibliográfica, experiência prática na elaboração do Plano de Regularização Fundiária Sustentável de Palmas-TO. Concluiu-se que os municípios não estão aplicando os instrumentos desse novo arcabouço jurídico, em decorrência da forte influência política orquestrada pelo setor imobiliário e em razão do conservadorismo do judiciário, ainda reticente ao relativismo do direo à propriedade.
https://doi.org/10.34060/reesmat.v4i4.88
PDF

Referências

ARRUDA, I. Estatuto da Cidade, uma Conquista Histórica. Câmara dos Deputados. Série Separatas de Discursos, pareceres e projetos. Brasília: Centro de Documentação e Informação, Coordenação de Publicações, 2002.

BORGES, P. T. Institutos Básicos do Direito Agrário. 8ª ed. São Paulo: Saraiva, 1994.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília. DF: Senado Federal, 1988.

CARDOSO, A.L. Irregularidade urbanística: questionando algumas hipóteses. Belo Horizonte: Encontro Nacional da ANPUR, 10, 2003.

DI SARNO, D. C. L. Elementos do direito urbanístico. Barueri: Manole, 2004.

DIAS, M. L. Notas sobre o direito urbanístico: a “cidade sustentável”. Jus Navigandi, Teresina. Disponível em:< http://jus.com.br/revista/texto/1692/notas-sobre-o-direito-urbanistico >

Acesso em: 25 set 2011.

HARADA, K. Direito urbanístico: Estatuto da Cidade: Plano Diretor Estratégico. São Paulo: Ndj, 2004.

LIRA, R. P.. Elementos de direito urbanístico. Rio de Janeiro: Renovar, 1997.

MARICATO, E. Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana. Petrópolis: Vozes, 2001.

MINISTÉRIO DAS CIDADES. Regularização fundiária urbana no Brasil. Coordenação: Carvalho, Celso Santos; Gouvea, Denise de Campos. Brasília: Editora oficial, 2009.

MUKAI, T. O Estatuto da Cidade; anotações à Lei. São Paulo: Saraiva, 2001.

QUINTO JUNIOR, L. de Pi. Nova legislação urbana e os velhos fantasmas. São Paulo v.17, nº 47, 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142003000100011& lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 05 set. 2011.

SILVA, J. A. da. Direito Urbanístico Brasileiro. 5ª ed. São Paulo: Malheiros, 2008.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.