BREVES REFLEXÕES SOBRE SIMONE WEIL, A ESCOLA DA PONTE E O ENSINO JURÍDICO
PDF

Como Citar

Souza, A. P. de, & Savi, M. (2018). BREVES REFLEXÕES SOBRE SIMONE WEIL, A ESCOLA DA PONTE E O ENSINO JURÍDICO. REVISTA ESMAT, 10(15), 59-74. https://doi.org/10.34060/reesmat.v10i15.233

Resumo

O presente artigo apresenta algumas reflexões sobre o pensamento da filósofa francesa Simone Weil (1909-1943), reunido postumamente em A Condição Operária e Outros Estudos Sobre a Opressão. Grande parte da obra estudada foi construída pela autora – durante os anos de 1935 e 1937, período em que trabalhou como operária em fábricas na França –, por meio de anotações em diários e envio de cartas, além da transcrição parcial de discursos e escritos para jornais. Busca-se, com este estudo, entender de que forma o conteúdo produzido pela filósofa pode ser aplicado na transformação do ensino jurídico do país, combinando a reflexão, ainda, com as propostas educacionais defendidas pela Escola da Ponte, em Portugal.
https://doi.org/10.34060/reesmat.v10i15.233
PDF

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

FONSECA, Ricardo Marcelo. Vias da modernização jurídica brasileira: a cultura jurídica e os perfis de juristas brasileiros do século XIX. Revista brasileira de estudos políticos [RBEP]. Belo Horizonte. Número 98. Julho-Dezembro 2008. Disponível em: <http://www.pos.direito.ufmg.br/rbep/index.php/rbep/article/view/76>. Acesso em 8 set. 2017.

HOBSBAWM, Eric. A Era dos Extremos: o Breve Século XX (1914 – 1991). São Paulo: Companhia das Letras, 1995. 2ª Edição.

JAPIASSÚ, Hilton e MARCONDES, Danilo. Dicionário Básico de Filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2006. 4ª Edição.

MARX, Karl. O Capital: Crítica da Economia Política – Livro I: O Processo de Produção do Capital. Editora Boitempo, 2013.

NUNES, António José Avelãs. A crise atual do capitalismo: capital financeiro, neoliberalismo, globalização. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2012.

PACHECO, José. Escola da Ponte: formação e transformação da educação. Petrópolis: Vozes, 2011. 4ª Edição.

PEREIRA, Miriam Halpern. O lugar da História nas relações entre a Universidade e a sociedade. Práticas da História, Journal on Theory, Historiography and Uses of the Past 1, nº 1 (2015): 215-230. Disponível em: <http://www.praticasdahistoria.pt/pt/numeros/praticas-da-historia-1-1-2015/o-lugar-da-historia-nas-relacoes-entre-a-universidade-e-a-sociedade/>. Acesso em 15 set. 2017.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O Espetáculo das Raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil (1870-1930). São Paulo: Companhia das Letras, 2008. 1ª Edição, 8ª Reimpressão.

SOUZA, Jessé. A tolice da inteligência brasileira: ou como o país se deixa manipular pela elite. São Paulo: Leya, 2015.

VEYNE, Paul Marie. Como se escreve a história: Foucault revoluciona a história. 4ª Edição. Brasília: Universidade de Brasília, 1998.

WEIL, Simone. A Condição Operária e Outros Estudos sobre a Opressão. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996. 2ª Edição.

TITANIC (Titanic). Direção: James Cameron. Produção: James Cameron e Jon Landau. Elenco: Leonardo DiCaprio, Kate Winslet e outros. Twentieth Century Fox Film Corporation, Paramount Pictures, Lightstorm Entertainment, 1997. DVD (194 minutos).

VALLE, Marcos e VALLE, Paulo Serio. “Capitão de Indústria”. In: Nove Luas. OS PARALAMAS DO SUCESSO. Gravadora EMI, 1996. CD

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.