ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NO PODER JUDICIÁRIO: UMA PERSPECTIVA DE DEMOCRATIZAÇÃO DA JUSTIÇA
PDF

Palavras-chave

Poder Judiciário. Constituição. Sistema jurídico. Planejamento estratégico. Orçamento participativo. Gestão. Democracia

Como Citar

Villas Boas, M. A. S. (2016). ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NO PODER JUDICIÁRIO: UMA PERSPECTIVA DE DEMOCRATIZAÇÃO DA JUSTIÇA. REVISTA ESMAT, 3(3), 07-32. https://doi.org/10.34060/reesmat.v3i3.96

Resumo

A busca por mecanismos de aprimoramento e fortalecimento das instituições democráticas nas últimas décadas tem sido a tônica em diversos segmentos sociais. O Poder Judiciário, responsável pela guarda da Constituição e garantidor dos direitos individuais e coletivos, nesse contexto, deve buscar maior proximidade do cidadão e discutir com a comunidade seus planos de gestão e dotação orçamentária, com vistas ao aprimoramento e salvaguarda do sistema jurídico e da democracia.
https://doi.org/10.34060/reesmat.v3i3.96
PDF

Referências

ALVES, Márcio Moreira. A Força do Povo - Democracia Participativa em Lajes. São Paulo: Brasiliense, 1980.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir & GENTILI, Pablo. Pós-neoliberalismo - As políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1995.

ARROW, Kenneth J. La organización de la actividad económica: cuestiones pertinentes a la elección de la asignación en el mercado versus fuera dei mercado. In: HAVEMAN, Robert H. & MARGOLIS, Julius. Un análisis dei gasto y las políticas gubernamentales. Mexico: Fondo de Cultura Económica, 1992.

AVRITZER, Leonardo y NAVARRO, Zander (orgs.). A inovação democrática no Brasil. São Paulo, Cortez, 2003.

AZEVEDO, Sérgio de. Orçamento Participativo e Gestão Popular: Reflexões Preliminares sobre a Experiência de Betim. Proposta, n. 62, set 1994, p. 44-48.

BALEEIRO, Aliomar. Direito tributário brasileiro. 6.ed. rev. E acresc. de um apêndice. Rio de Janeiro, Forense; Brasília, INL, 1974.

BENEVIDES, Maria Victoria e DUTRA, Olivio. Orçamento Participativo e Socialismo. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2001.

BOBBIO, Norberto. A Era dos Direitos. Rio de Janeiro, Campus, 1992.

BOBBIO,Norberto. "Nem Com Marx, Nem Contra Marx".Fundação Editora da UNESP, São Paulo, 2004.

BONAVIDES, Paulo. Curso de Direito Constitucional. Malheiros Editores. São Paulo, 2000.

CARVALHO, Maria do Carmo A. et al. Orçamento Participativo no Estado de São Paulo, BNDES.

CHIMENTI, Ricardo Cunha. Direito Tribuntário. Editora Saraiva. 12a ed., São Paulo, 2008.

DAGNINO, Evelina. Sociedade Civil e Espaços Públicos no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

FEDOZZI, L. Orçamento participativo: reflexões sobre a experiência de Porto Alegre. Porto Alegre. Tomo Editorial: Rio de Janeiro, Ippur/Fase, 1997.

FIGUEIREDO, Rubens & LAMOUNIER, Bolívar. As cidades que dão certo; experiências inovadoras na administração pública brasileira. Brasília: MH ComuEdição - São Paulo, 1987.

HARADA, Kiyoshi. Direito Financeiro e Tributário. Editora Atlas. 14a ed., São Paulo, 2005.

MAHFUS, Júlio César. A construção da cidadania em busca da hegemonia social. Jus Navigandi, novembro de 2000.

OLIVEIRA, Djalma de Pinto Rebouças de. Planejamento Estratégico. Ed. Atlas, 22a Edição. São Paulo, 2005.

ORÇAMENTO, Manual Técnico do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Orçamento Federal. Brasília 2010.

PORTO ALEGRE, PREFEITURA. Histórico do Orçamento Participativo.

RIBEIRO, Antonio de Pádua. A Autonomia Administrativa e Financeira do Poder Judiciário. BDJUR - Superior Tribunal de Justiça. Brasília, 1991.

SANCHEZ, Félix R. Orçamento participativo - teoria e prática. São Paulo: Editora Cortez, 2002.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Democratizar a Democracia: os Caminhos da Democracia Participativa. Col. Reinventa Emancipação Social, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

VILLAS BOAS, R. Os canais institucionais de participação popular. In: VILLAS BOAS, R. (org.). Participação popular nos governos locais. São Paulo, Instituto Polis, 1994.

LEGISLAÇÃO BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

ADMINISTRAÇÃO FEDERAL, Organização da, Decreto-Lei no 200 de 25 de fevereiro de 1967, que dispõe sobre a Organização da Administração Federal, estabelece diretrizes, para a Reforma Administrativa, e dá outras Providências.

TESOURO NACIONAL, Unificação dos Recursos de Caixa, Decreto no 93.872 de 23 de dezembro de 1986,que dispõe sobre a Unificação dos Recursos de Caixa do Tesouro Nacional, atualiza e Consolida a Legislação Pertinente e dá outras Providências.

BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, Emenda Constitucional no 45 de 8 de dezembro de 2004, que altera dispositivos dos arts. 5o, 36, 52, 92, 93, 95, 98, 99, 102, 103, 104, 105,107,109,111, 112, 114, 115, 125, 126, 127, 128, 129, 134 e 168 da Constituição Federal, e acrescenta os arts. 103-A, 103B, 111 - A e 130-A, e dá outras Providências.

BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, Emenda Constitucional no 50 de 14 de fevereiro de 2006, que modifica o art. 57 da Constituição Federal.

ORÇAMENTO, Lei de. Lei no 4.320, de 17 de março de 1964, que estatui Normas Gerais de Direito Financeiro para Elaboração e Controle dos Orçamentos e Balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal.

LICITAÇÕES, Lei de. Lei no 8.666, de 21 de junho de 1993, que regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal,institui Normas para Licitações e Contratos da Administração Pública e dá outras Providências.

FISCAL, Lei de Responsabilidade. Lei Complementar no 101 de 4 de maio de 2000 - Lei de Responsabilidade Fiscal, que Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências (LRF).

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.