O DESCARTE DE EMBRIÕES EM FACE DOS DIREITOS DA PERSONALIDADE

Sarita Von Roeder Michels

Resumo


As novas técnicas de reprodução humana levadas a efeito no âmbito da Medicina, especialmente através da fertilização in vitro, exigem posicionamento da comunidade científica em face dos questionamentos delas decorrentes. O tratamento religioso, ético e jurídico dado à reprodução humana convencional não se aplica àquela que a ciência recente coloca à disposição da sociedade. O Direito, a Bioética e o Biodireito, de forma interdisciplinar, buscam o aperfeiçoamento doutrinário e legal a fim de recepcionar as novas descobertas de ciência médica. Assim, o presente estudo pretende, em linhas sinópticas, analisar o descarte de embriões em face das teorias da personalidade.

Palavras-chave


Embriões; Direito; Teorias da personalidade; Bioética; Biodireito

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 REVISTA ESMAT

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0

ISSN versão impressa: 2177-0360

ISSN versão eletrônica: 2447-9896