Com compromissos agendados na Organização das Nações Unidas (ONU), a Escola Superior da Magistratura Tocantinense, representada pelo seu diretor geral Marco Villas Boas, embarca numa missão institucional aos Estados Unidos da América (EUA), com o propósito de firmar parcerias com organizações e universidades renomadas internacionalmente, para realização de atividades de formação e aperfeiçoamento.

Além de participar como debatedor e palestrante do curso de Direito Comparado Brasil – Estados Unidos da América, na sede da California Western School of Law, ação de especialização técnica de magistrados, promovida pela Escola Nacional da Magistratura (ENM) e Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), o diretor geral da Esmat também implementará ações de desenvolvimento institucional em visita oficial à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), à sede da Organização das Nações Unidas (ONU), com compromisso agendado com o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS), além de ser recebido na Universidade Columbia (Institute for the Study of Human Rights), John Jay College of Criminal Law, Thomas Jefferson School of Law e na organização Robert F. Kennedy Human Rights.

As visitas visam obter cooperação destas instituições ligadas à defesa e aos estudos de Direitos Humanos, principal área do Mestrado Profissional e Interdisciplinar em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos, ofertado pela Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT) em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), já em sua 7ª Turma.

Para o desembargador Marco Villas Boas, o intercâmbio com instituições renomadas abre uma importante oportunidade de consolidação dos programas de formação lato e stricto sensu da Esmat, tendo em vista as expertises científico-acadêmicas e de atuação humanitária dessas destacadas organizações.