A luta pela dignidade humana em quaisquer circunstâncias, mesmo aos privados de liberdade, o esforço pela permanência democracia e na atual conjuntura do País, a insegurança alimentar e a incômoda miséria absoluta de milhões de brasileiros, mas também o ativismo do Poder Judiciário nos momentos atuais onde a fome causa além de incômodo, mas também desespero foram os temas debatidos no terceiro dia do XIII Congresso Internacional em Direitos Humanos.

O Evento, organizado pelo Programa de Mestrado em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos (PPGPJDH – UFT) e Universidade Federal do Tocantins (UFT), neste ano, conta também com a parceria da UniCEUB, Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (COPEDEM) e da PUC-RIO. Com o tema “Democracia, Política Criminal e Direitos Humanos” a primeira mesa temática do dia contou com a presença do professor doutor Gabriel Ignacio Anitua (iñaki Anitua) – (UBA-ARGENTINA) e do professor doutor Bruno Amaral Machado (UNICEUB – BRASIL), sob a mediação do professor doutor Aloísio Bolwerk (PPGPJDH).

Já o segundo tema, “Ativismo Judicial e Concretização dos Direitos Humanos” foi mediado pelo professor doutor Tarsis Barreto Oliveira (PPGPJDH) e contou como palestrantes o professor doutor Ricardo Maurício Freire Soares (FBA – BRASIL) e professora doutora Cleide Calgaro (UCS – BRASIL).

Contando com centenas de participantes, a programação do XIII Congresso Internacional em Direitos Humanos se estende até o próximo dia 25 de outubro. Lembrando que todas as atividades acontecem, nesse período , das 9h às 12h.

Para acessar a homepage do Evento clique aqui.

Para se inscrever, clique aqui.

Clique aqui para acessar a Programação.

 

Texto: Wherbert Araújo – Comunicação Esmat

Francielly Oliveira – Estagiária em Jornalismo