Tiveram início, nesta segunda-feira (11/3), as atividades da VII Turma (2019-2020) do Mestrado em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos. Pela manhã foram apresentados os aspectos operacionais de funcionamento do curso; na oportunidade, o coordenador do Mestrado, professor doutor Gustavo Paschoal, frisou a importância do comprometimento e dedicação dos alunos ao Programa, para que haja total sucesso em suas pesquisas e produções técnico-científicas, essenciais à consolidação do Programa e, sobretudo, à melhoria da prestação jurisdicional.

O desembargador Marco Villas Boas, diretor geral da Esmat, abriu as atividades do período vespertino, em sua fala desejou boas-vindas e parabenizou a todos pela aprovação no processo de seleção para um programa de Mestrado de alta qualidade; ressaltou as questões complexas dos Direitos Humanos e a importância das reflexões e estudos a serem desenvolvidos pelos mestrandos, com a orientação dos professores da Universidade Federal do Tocantins, para proposições de soluções aos problemas enfrentados pela comunidade, pela prestação jurisdicional e pelos Direitos Humanos.

Na sequência, os alunos assistiram à Aula Magna, com o Tema Educação, Interdisciplinaridade e Diretos Humanos, ministrada pelo professor doutor César Aparecido Nunes, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Para a mestranda Luíza Bernardes, a Aula Magna “foi uma aula intensa que chama e desperta ao pensamento e discussão dos Direitos Humanos, dos direitos fundamentais, como forma indispensável para alcançar melhores práticas nas atividades profissionais de cada um". Segundo a mestranda, "o professor César Nunes conseguiu envolver todos os mestrandos, devido a sua paixão e entusiasmo pela interdisciplinaridade dos Direitos Humanos".

Os encontros do Mestrado serão presenciais, na sede da Esmat. Nesta primeira etapa, as aulas seguem até o dia 16 de março, com as disciplinas: “Metodologia de Pesquisa Interdisciplinar”, a ser ministrada pelos professores doutores Wilson Melo, Paulo Sérgio e Patrícia Medina; “Democracia e Direitos Humanos na Prestação Jurisdicional”, pelos professores doutores Oneide Perius, Aloísio Bolwerk e Gustavo Paschoal, todos integrantes do corpo docente da Universidade Federal do Tocantins.

O Mestrado em Prestação Jurisdicional e Direitos Humanos é resultado da exitosa parceria entre a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e a Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT), duas instituições públicas engajadas no propósito de produzir conhecimento como parte do processo de desenvolvimento e preenchimento do vácuo científico existente na região Norte.

Mais Acessadas