A segunda turma da Pós-Graduação Lato Sensu em Estado de Direito e Combate à Corrupção – Turma II –, realizada pelo Poder Judiciário por meio da Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT) iniciou suas atividades nesta quarta-feira (24). Na programação, Aula Magna apresentada pelo procurador regional da República em São Paulo, Carlos Fernando dos Santos Lima, que atualmente atua na força-tarefa Operação Lava Jato, em Curitiba.  

Na abertura da solenidade, o diretor geral da Esmat, desembargador Marco Villas Boas, desejou as boas-vindas aos alunos matriculados e ressaltou a esperança de que todos saiam, ao final do curso, bem formados e informados sobre os problemas que afetam o Brasil em relação à corrupção. “Esperamos formar pessoas que estão em pontos-chave nas instituições de diversos poderes no Estado, todos interessados em aperfeiçoar a pesquisa sobre o tema e apresentar projetos e ações que possam melhorar a nossa vida em sociedade, restringindo cada vez mais a amplitude da corrupção”.

O coordenador do curso, professor Tarsis Barreto falou da importância da concepção inicial do desembargador Marco Villas Boas que compreendeu que qualquer iniciativa em combate à corrupção só poderia ser feita com o envolvimento de diversas instituições.  

Para Barreto, “este curso apresentou, em sua primeira turma, sérias contribuições à sociedade; por isso, é grande a nossa expectativa com este novo e seleto grupo de profissionais”.  

Na sequência, o procurador Carlos Lima iniciou sua palestra falando sobre os pilares da Operação Lava Jato e o que isso importa para a investigação de corrupção no Brasil. Na oportunidade, ressaltou que é tempo de se discutirem novas perspectivas e tendências para o combate à corrupção.

“A Lava Jato foi e é um momento importante na história do Brasil no que se refere à corrupção, mostrou grande eficácia em sua aplicação, mas ressalto que esse não é um trabalho isolado, é um movimento que podemos localizar pelos menos nos últimos 10 anos de nossa história. É hora de avançarmos no plano de debate e estudarmos novas formas de trabalho que continuem a combater arduamente a corrupção em nosso País.”

Mais sobre o palestrante

Integrou a Força Tarefa Banestado, pioneira na investigação de crimes financeiros e lavagem de dinheiro praticados por doleiros brasileiros. Prêmio Transparência Internacional Anti Corrupção 2016. Prêmio 2017 da Global Investigations Review (GIR), em Nova Iorque, EUA, categoria: “Órgão de persecução criminal ou Membro do Ministério Público do ano”. Finalista do 2017 Allard Prize for International Integrity.

aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (7)
aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (6)
aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (5)
aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (4)
aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (3)
aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (2)
aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (1)
  • aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (7)
  • aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (6)
  • aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (5)
  • aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (4)
  • aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (3)
  • aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (2)
  • aula_magna_combate_corrupcao_pos_graduacao_esmat (1)